Rasal.Asad

Rasal.Asad foi criado em 2002. Foi mais um alter-ego de Fernando Luis Abreu Cerqueira, antigo mentor de Ras-Al-Ghul (1997) e Croniamantal (1991), surgindo novamente acompanhado por Paulo Dionísio Rodrigues, que já com ele havia estado nos Ras.Al.Ghul. Na realidade, Rasal.Asad é a continuação óbvia (e aguardada) do trajecto anteriormente trilhado pelo compositor mas, desta vez, numa vertente exploratória de sonoridades mais assentes na música ambiental e drone. O projecto foi assim criado para ser o suporte das digressões menos telúricas do compositor, sem se notar a sobranceria da caixa de ritmos que se detecta noutras aventuras musicais do autor.

 

O cinematismo fabricado resulta de impulsos surdos, ventos lunares a castigar a superfície glaciar. As planícies de gelo são camadas de filigrana organista, linhas de síntese entre a hostilidade invasora e a sedução intrínseca. Não há um sentido de urgência porque, no espaço, as horas são reduzidas a pó. Aí, o tempo é infinito, é um riacho que serpenteia e foge do alcance das sondas. O primeiro trabalho do grupo, Space.Scape mereceu o aplauso fervoroso da crítica além-fronteiras e Asuna, o disco que se lhe sucedeu, um ano depois, constituiu um verdadeiro eufemismo electrónico, no sentido em que aligeirou a habitual manta saturada de programações e cruzamentos.

 

As escaladas mais ousadas e os enclaves mais perfurantes, pertencem a uma topografia sónica, apenas aferida pela escuta detalhada, pelo estudo de pormenor dos temas. Regressando a Asuna, encontra-se a equação matemática que equipara a languidez estilística à quietude do espírito e que, em última instância, tem como resultado uma obra ondular, circunscrita a si e aos seus pares, lançando as moléculas para o futuro. [Helder Gomes]

Discografia

Compilações

Downloads

Redes Sociais